<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, junho 27, 2005

Os sonhos de que nunca me lembro 

JAN VERMEER VAN DELFT, Rapariga Com o Brinco de PérolaÀs vezes, no escasso tempo que me sobra para a reflexão, ponho-me a pensar, a pensar na minha vida e não raras vezes imagino como seria se... Penso, penso, penso e, se a pensar morreu o asno, será que eu também vou morrer assim?
Procuro meter cada coisa no seu lugar, ou como quem diz, arrumar nas prateleiras a bagunça por ordem alfabética que, neste caso, só se poderia aplicar aos cadernos do amor ou amores, que ficariam bem arrumados na prateleira de cima. Mas e em relação ao resto dos outros contos, historietas, grandes e pequenos livros e ainda as algumas páginas soltas? Passo tempo demais preocupada com a prateleira de cima, deixo o tempo passar e não arrumo nem essa nem as outras, nem por ordem alfabética nem por ordem de nada!
Todos os dias, logo pela manhã, estou no auge da emoção que é ora positiva, ora negativa e, já de caneta na mão, ou melhor, no pensamento, rabisco na mente o bom ou o mau humor e mais algumas páginas se vão acumulando. Se recuar algumas horas ainda de olhos fechados, descubro imediatamente a causa da grande agitação onírica e recordo-me da forma como me deixei adormecer. Apesar de não me lembrar das horas e horas de sonhos, chega o momento de pegar na papelada desordenada, mais naquela que ainda vai ser escrita e metê-las, à força, na mala. Que chatice! Soubera eu como seria adormecer, acordar, adormecer e voltar a acordar com o mesmo olhar e deixar-me-ia perder nos tais sonhos de que nunca me lembro.

|

Eu posto, tu postas, ele posta... 

O Eye of the Tyger quer que eu poste... e eu, POSTO!!! Que bela posta!

|

domingo, junho 12, 2005

Ladrão de Mel 

Há duas tragédias na vida: uma a de não satisfazermos os nossos desejos, a outra a de os satisfazermos.
Oscar Wilde

ALBRECHT DÜRER,  Cupido, Ladrão de Mel

|

sábado, junho 11, 2005

Não era preciso... 

Há muito tempo que não um ramo de flores...
Estou maravilhada!

Jan Saudek, Cross Eyes, 1996

|

quarta-feira, junho 08, 2005

Um sentido consentido, senhor 

Se me pedires até pode ser que eu te dê... porque às vezes sou cega, porque às vezes a minha pele está calejada e não te sinto o toque, porque às vezes estou entupida e não te sinto o cheiro, porque às vezes tenho a língua queimada e não te consigo saborear... Porque às vezes preciso de te ouvir.

Detalhe de Madonna del Rosario, CARAVAGGIO

Chamo-Te porque tudo está ainda no princípio
E suportar é o tempo mais comprido.

Peço-Te que venhas e me dês a liberdade,
Que um só de Teus olhares me purifique e acabe.

Há muitas coisas que não quero ver.

Peço-Te que sejas o presente.
Peço-Te que inundes tudo.
E que o Teu reino antes do tempo venha
E se derrame sobre a Terra
Em Primavera feroz precipitado.



Chamo-te, Sophia de Mello Breyner Andresen

|

segunda-feira, junho 06, 2005

A 2 

Eu, sentada em frente ao monitor, teclando... Ele, aqui ao lado, deitado no sofá, incómodo. Viro-me para ele, olho-o.

- Estás a olhar para onde? Estúpida...
- Para a grande fábrica de comida de peixes de aquário que é o teu cabelo!
- Ouve lá, tu não me mexas, caralh...
- Ora... Pensas tu, por um acaso, que eu sou um peixe, ó seu broch...?

Caramba, é mesmo emocionante uma vida a dois!

|

sábado, junho 04, 2005

Basta! 

Já tenho net em casa...

Estou neste momento apta para afirmar que em cada lasca sentimental e/ou sensorial de que sou feita, a obra encontra um caminho que, embora de incansável e inantigível primor, me tornará uma mulher mais feliz.

Ah, quantas saudades tinha eu, após mais de seis meses de clausura internáutica em que me foi negado o acesso prático à arte e ao conhecimento, de estar aqui - sentada em frente ao meu tft de 18 polegadas - com uma ligação-cabo que, ao fim ao cabo, me faz estar aqui, ali, acolá, além, em qualquer lado - não importa realmente onde, com quem, quando, por quê, para quê...tenho oportunidade de o fazer e isso, para mim, basta-me e só à minha pessoa diz respeito!.

Hoje sinto-me ligada ao mundo, ou melhor, já nem sei se se eu que estou ligada ou é ele que a mim foi ligado - só sei que... isto é tãaaaaaao bom!!!!!!!

Esculpindo...me

|

This page is powered by Blogger. Isn't yours?